consciência

Quando tu sentes que não estás Que não sabes estar Com quem nem onde Dói É agressivo saber que não Antes alienado fosse

Anúncios

imagem

Eu sou uma réplica quebrada de uma imitação de quem eu achava que era. Eu sou uma farsa. Nada em mim é real, de verdade. Uma cópia invertida de uma verdade escrita sobre papel carbono, manchado, borrado, escuro.

pedaço que falta

Por que não consigo me livrar desta parte do passado? Há uma peça de memória que me falta me impede de esquecer completamente. Como se a falta de um pedaço me prendesse ao resquício de memória que me sobrou e eu, duvidoso, não me permito deixar passar. Além disto, me sinto culpado. Meu inconsciente me … Continue reading pedaço que falta

Seja gentil

Foi quando a manhã acabou. Dezenas de horas, algumas semanas… Não haviam mais vestígios do dia anterior no quarto. Foi o começo do fim. Suas pernas saíram da cadeira, e desapareceram dentro das meias. Foi quando começou a desmanchar, a se partir… “Seja gentil, minha querida, dê-me um soco na face. Só um pouco gentil, … Continue reading Seja gentil

Sobre a fonte

E em momentos como este tinha a impressão de estar pisando em terreno inseguro, numa camada de gêlo que, embora resistisse, já acusava  trincas e fendas embaixo de seus pés. Os olhos dêle ainda se animavam, quando avistavam; porém, não era respondido com o mesmo calor, com a mesma naturalidade. Envolvia-o um olhar velado, somente … Continue reading Sobre a fonte

Sempre que deixo

Sempre que deixo saírem as lágrimas Escorrerem como lágrimas... Sempre que passo pelos rios E as pontes passam e voltam... Retorno mais forte, com humores estranhos… Mas sempre sinto que perdi algo nas águas do rio E que cresci enquanto as lágrimas me cobriam. Sempre que passo pela casa no campo E as gramas me … Continue reading Sempre que deixo